NÃO

MOV

RECESSO ESCOLAR . INÍCIO DAS AULAS DIA 31 DE JULHO DE 2017

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Segundo Osleno, um ambiente saudável é essencial para que os jovens sintam-se bem. “Quando buscamos expressar a individualidade de nossos alunos por meio de eventos como nosso show de talentos, estamos dando voz a todos que desejam participar, a sua maneira, das atividades escolares.” Para Marco Brandão, secretário de Educação, o grande diferencial é a fé que os educadores estão colocando em seus alunos. “Acreditar no potencial deles e ofertar uma educação de qualidade faz toda a diferença.” IDEB – Realizado desde 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacional Anísio Teixeira (INEP), o Ideb é medido por meio de avaliações de língua portuguesa e matemática com os 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, e com o último ano do Ensino Médio, para certificar que as escolas estejam alcançando padrões de qualidade no ensino e na aprendizagem.

Escola Raimundo Gomes de Oliveira supera metas de 2021 em avaliação educacional

Localizada no bairro Tucumã, a Escola Estadual Raimundo Gomes de Oliveira atende mais de mil alunos, e se tornou, após o resultado das notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2013, um dos destaques da aprendizagem no Ensino Fundamental.
A escola obteve média 6,7 nos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), classificando a escola como a melhor nota da rede estadual de ensino, e média 5.4 nos anos finais (6º ao 9º ano), colocando-a em terceiro lugar entre as instituições estaduais do Acre.
Estes resultados positivos, que excedem, no caso dos anos finais, até mesmo a expectativa para 2021, demonstram o atual cenário positivo da educação acreana, fruto de muitas ações positivas no decorrer dos últimos 15 anos:
– Anos iniciais (1º ao 5º ano): de 3,3 em 2005, a média geral saltou para 5,2 em 2013, superando a previsão para o ano de 2017.
– Anos finais (6º ao 9º ano): o Acre conquistou 4,4 em 2013, superando a média 3,5 de 2005 e ultrapassando a média nacional de 4,2, que posiciona o Estado como o terceiro melhor entre os 27 estados da federação.
Espaço de leitura e o Mais Educação

Entre as atividades que influenciaram o sucesso no rendimento dos alunos, estão os projetos desenvolvidos pela escola para estimular o hábito da leitura, representados pelo Espaço de Leitura da instituição, e o programa Mais Educação, que oferece aulas de reforço no contraturno.
especial_2
Gorete Medeiros, responsável pelo Espaço de Leitura, trabalha há um ano na Escola Raimundo Gomes, e acredita que o trabalho em equipe é fundamental para o sucesso. “Se uma pessoa não realiza seu trabalho adequadamente, todos sentem o impacto negativo em maior ou em menos grau.”
Incentivo aos talentos escolares

Em seu segundo mandato, o gestor Osleno Freitas da Silva está há sete anos na direção escolar, e reforça que a escola precisa ter um bom relacionamento com as famílias de seus alunos. “Sempre buscamos verificar se um aluno passa por situações que podem prejudicar seu aprendizado, e se os pais realmente acompanham a vida escolar de seus filhos”, destaca o gestor.
E não apenas nos conteúdos os alunos são estimulados a se destacarem. Já se tornaram tradição da escola duas apresentações anuais, atualmente em suas sextas edições: o Expotalento, em que os alunos podem apresentar seus mais variados talentos artísticos, e o Leitura de Mundo, que este ano trabalhará o tema do meio ambiente.
especial_3
Segundo Osleno, um ambiente saudável é essencial para que os jovens sintam-se bem. “Quando buscamos expressar a individualidade de nossos alunos por meio de eventos como nosso show de talentos, estamos dando voz a todos que desejam participar, a sua maneira, das atividades escolares.”
Para Marco Brandão, secretário de Educação, o grande diferencial é a fé que os educadores estão colocando em seus alunos. “Acreditar no potencial deles e ofertar uma educação de qualidade faz toda a diferença.”
IDEB – Realizado desde 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacional Anísio Teixeira (INEP), o Ideb é medido por meio de avaliações de língua portuguesa e matemática com os 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, e com o último ano do Ensino Médio, para certificar que as escolas estejam alcançando padrões de qualidade no ensino e na aprendizagem.

Assessoria SEE.

Matéria vinculada no Jornal Pagina 20.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário